Ajudar

By ,   No tags,   0 Comments
Ajudar

No mundo em que vivemos, ainda existe a ilusão de que o “sucesso” é a conquista da nossa independência. Será mesmo que existe alguém independente no mundo em que vivemos?

Pelo que observo, vivemos num regime de dependência direta e indireta das pessoas que nos cercam, dependemos muito mais uns dos outros do que nossa vaidade nos permite imaginar, o que seria de nós sem o agricultor que planta o que comemos, quem produz o que vestimos, quem trabalha para deixar nossa cidade limpa, quem trabalha conosco, enfim somos uma parte numa engrenagem enorme que nos torna interdependente uns dos outros e nem ao menos percebemos isso.

Estar atento ao próximo é hoje algo muito importante dentro do nosso processo de evolução planetária, ficamos muito tempo acreditando que nossos semelhantes eram nossos concorrentes, isso não nos trouxe a um lugar bom para nossa humanidade , chegou a hora de percebermos que estamos todos no mesmo barco, nos tratarmos melhor é fundamental!

Quando se ajuda alguém que necessita, não estamos somente ajudando a essa pessoa. Estamos ajudando a nós mesmos, e esse entendimento ainda não é muito claro por essas bandas…

O dia em que percebermos que a harmonia entre nós é a chave para a construção de uma nova sociedade, não dependeremos mais de “salvadores da pátria” , teremos na consciência coletiva e individual a ferramenta principal da construção de um alicerce realmente solido para uma nova sociedade, e isso não virá de cima para baixo.

Se quisermos de fato construir uma nova mentalidade, precisamos nos conscientizar de que as mudanças começam por dentro de nós e se espalham lentamente, os 80, 100 anos que passamos encarnados nesses corpos são uma fração mínima no tempo espiritual e planetário, portanto temos que ter paciência, mas não podemos abrir mão de fazer a nossa parte. Estender a mão é um ato que pode fazer muita diferença nesse processo todo!

 

Transformação

By ,   No tags,   0 Comments
Transformação

Mudar dá trabalho, sair da sua zona de conforto, por pior que ela seja, é sempre um passo difícil, mesmo estando insatisfeitos…  Mas por quê temos essa dificuldade de sair da posição em que estamos?

Na sociedade em que vivemos nos dias atuais, não somos educados nem direcionados para um caminho saudável ou feliz, as consequências disso podemos observar tanto no nosso cotidiano como nas noticias que chegam até nós, vemos pessoas estressadas, desgastadas, depressão é hoje um grave problema de nossa sociedade, e isso está levando todos nós a questionar o modo de vida que nós humanos criamos para viver.

A competitividade e o consumismo que nos trouxe até os dias de hoje, não foram  grandes amigos da nossa saúde, nem física e nem mental, sendo assim urge uma mudança na nossa forma de encarar a vida que levamos aqui nesse plano que chamamos de Terra.

Essa mudança coletiva já está em curso, e ela é fundamentalmente  puxada pela necessidade que nós individualmente temos de viver uma vida menos vazia e perceber que tudo que aqui ocorre acaba tendo uma ressonância na nossa vida espiritual, isso explica hoje uma quantidade enorme de pessoas buscando se encontrar através da espiritualização. Nunca tivemos tantas pessoas buscando, meditações, yogas, centros espíritas, enfim toda e qualquer doutrina que nos leve para o primeiro passo rumo a paz: Nos Amar

Do jeito que vivemos , nos amar se tornou uma questão tão mais ligada a nossa vaidade e ao nosso “sucesso” que nosso ser acabou vitimado com a quantidade de doenças e maus sentimentos que carregamos dentro de nós tentando ser melhores que nossos semelhantes.

Isso precisa mudar e já está mudando, mas para que essa mudança ocorra de uma forma maior e mais abrangente, a única coisa que podemos fazer é nos modificarmos internamente! Isso sem dúvida da trabalho, na maioria das vezes vem acompanhado de dor e desconfiança de quem está ao nosso redor, mas quando damos o primeiro passo rumo a nossa individualidade(não confundir com individualismo), estaremos dando o passo para dar nossa maior contribuição para esse processo todo: Sermos a melhor pessoa que pudermos ser!

 

Flores e espinhos

By ,   No tags,   0 Comments
Flores e espinhos

A natureza em sua grande sabedoria, muitas vezes coloca grandes belezas cercadas por grandes dificuldades, na nossa vida não poderia ser diferente…

Nosso caminho, aqui por esse plano, sempre nos traz dificuldades. Essas dificuldades segundo livros espiritas tem a ver com nossos “débitos ” de vidas anteriores, os ayurvedas chamam de “Karma”, os céticos apenas os enxergam como dificuldades da vida, isso entre muitos outros nomes que podemos dar para as dificuldades que certamente baterão, batem ou já bateram em nossa porta durante essa vida presente.

O que precisamos e muito é estar consciente de que essas dificuldades, que geralmente são penosas e difíceis de passar por elas , muitas vezes escondem uma beleza que só seremos capazes de percebe-la muito tempo depois de termos vivenciado a dor. Quem nunca experimentou depois de um processo de grande dor, uma transformação que tenha possibilitado se tornar uma pessoa melhor tempos depois?

Nenhum de nós está preparado para a dor, ela vem de repente e quando paramos para perceber ela já tomou conta de nós não nos possibilitando enxergar uma saída.

Só existe uma forma de transformar esses espinhos da dor em flores, isso passa fundamentalmente pela FÉ, seja ela qual for, na sua religião, no seu trabalho, nas pessoas a sua volta, e principalmente em você mesmo! Esse é o caminho que pode facilitar a travessia dos momentos espinhosos que atravessamos e nos ajudar a chegar perto das flores que estão por traz de todos esses espinhos!

Ao partirmos daqui, nada de material que conquistamos irá conosco para a continuação da nossa vida espiritual. Levaremos apenas aquilo que fomos, pensamos e fizemos por nós mesmos e também pelo próximo. Estar atento aos nossos atos e pensamentos é sempre uma ferramenta importante nesse processo, perceber que existe sim algo muito maior que nossas pequenas vontades é importante para estabelecermos um parâmetro coerente para nossos desejos. Por fim poder estar em conexão com essa energia gigante que nos cerca pode nos dar a capacidade de passar pelos espinhos e chegar nas flores, não é fácil , mas é possível e depende de nós!

 

Perseverança

By ,   No tags,   0 Comments
Perseverança

Nossa vida é uma grande caminhada, e durante essa caminhada passamos por paisagens diferente ao longo dessa jornada. Existem momentos em que podemos apreciar belas paisagens, em outros momentos vamos nos deparar com as dificuldades do percurso, mas enquanto aqui estivermos, e acredito que depois também, precisaremos sempre seguir o nosso caminho.

Mas o que seria o nosso caminho? Pergunta difícil essa de responder… Acho que essa resposta está dentro de cada um de nós, e certamente cada um de nós ao entrar em contato consigo mesmo, vai obter uma resposta diferente.

O mundo em que vivemos de uma forma geral, não nos empurra para o encontro com nossa própria consciência , temos que buscar por nós mesmos, e nem sempre estamos conectados devidamente a ponto de ouvir o que ela tem a nos dizer, portanto muitas vezes não podemos encontrar o que há de melhor dentro de nós.

Mas é fato que lá bem no fundinho de cada um, existe sim dentro de cada um de nós, algo especial, diferenciado, único que podemos fazer, só que não é fácil para cada um de nós libertar isso… Geralmente, nossos sonhos e dons são algo que vão de encontro as crenças do mundo em que vivemos, viver isso pode ser considerado uma afronta aos “padrões”.

Mas se pegar a história de pessoas que trouxeram transformações para esse plano, vamos ver que todas elas tem algo em comum: A Perseverança! Não faltou na história de qualquer pessoa dessas, pessoas pera desacredita-los, fracassos, dificuldades, situações vexatórias e por ai vai… Mas eles persistiram, e junto com suas crenças realizaram as suas transformações, falo dessa forma por quê sempre que conseguimos uma conquista, ela se reflete no nosso entorno ma medida da capacidade expansiva de cada um.

Se eu fosse deixar um recado para alguém que nesse momento está cabisbaixo, buscando um sentido nisso tudo, eu falaria para buscar dentro de si esse Algo que mexe com você, e ninguém mais vê, encontre um jeito de colocar isso para fora e PERSISTA!!! Pode demorar, você vai ter trabalho, vão te dizer que não dará certo, … Mas no fim disso tudo, você poderá conhecer a melhor pessoa que você pode ser!!

Não Julgar

By ,   No tags,   0 Comments
Não Julgar

Nós seres humanos, pela nossa própria constituição física , temos muito mais facilidade em ver o que está fora do nosso corpo, do que perceber o que acontece dentro de nós. Essa facilidade de olhar para fora muitas vezes nos coloca de frente com um dos maiores inimigos do nosso desenvolvimento: O Julgamento!

Todos, que tem contato com sua própria consciência , sabem que todos nós habitantes desse plano terra, somos seres imperfeitos. Mas é muito mais fácil enxergar a imperfeição no próximo do que a nossa, pelo simples fato que é muito mais fácil ver o que está fora do que o que está dentro de nós.

E é ai que reside um grande empecilho em nossas vidas. Ao ver tanta imperfeição em nossos amigos, parentes , colegas, cônjuges , … muitas vezes caímos no erro de não olharmos para nós mesmos, pois é muito mais fácil perceber os erros dos outros e usa-los para nos sentirmos melhores conosco, ignorando nossas próprias falhas…

Normalmente quando um defeito de alguém próximo nos incomoda, é por quê temos algo daquilo dentro de nós e não percebemos. O próprio ato de apontar o dedo para alguém, se você observar, vai perceber que existe um dedo apontado para a pessoa e 3 apontados para nós mesmos e isso não é a toa…

Quando olhamos para o externo de uma pessoa, não temos a menor capacidade de saber o que está passando de fato com ela, só enxergamos os atos,  jamais temos a sabedoria e a complacência de tentar imaginar o que teria levado aquela pessoa a se comportar daquele jeito, seja positiva ou negativamente. Em função disso fica muito claro que não podemos julgar ninguém, não temos esse direito pois a própria lei da ação e reação acaba trazendo para nossas vidas as consequências dos atos que aqui comentemos.

Se quisermos de fato fazer desse plano um lugar melhor para se viver, precisamos perceber que a única mudança que podemos de fato promover, é a nossa! Perceber e externar defeitos alheios em nada vai ajudar a estabelecer uma harmonia no seu entorno, muito pelo contrário. Compreender, tentar se colocar na posição de quem está mal consigo próprio pode ajudar bastante, quem não quer ser ajudado, mandamos nossa oração e nossos melhores pensamentos!

 

O começo somos nós

By ,   No tags,   0 Comments
O começo somos nós

Quando pensamos em viver uma vida melhor, por onde devemos iniciar nossa mudança?

Para essa pergunta podem vir muitas repostas na cabeça de cada um de nós, inclusive nenhuma resposta… Pois é, somos tão diversos que a resposta de cada um de nós é diferente, nesse colégio da vida, não podemos colar do nosso colega ao lado. Podemos perguntar a solução de nossas questões a qualquer um ao nosso redor, mas a resposta sempre vai estar dentro de nós mesmos…

Se relacionar com o próximo, no nosso mundo definitivamente não é algo fácil, seja no âmbito afetivo, profissional, conjugal, e por ai vai. Sempre temos expectativas em nossas relações, não percebemos, mas muitas vezes enxergamos os outros como alguém que vai preencher nossas expectativas e consequentemente nossos vazios. Não percebemos que para ter alguma relação de forma plena em qualquer campo da nossa vida, precisamos sair da nossa própria perspectiva e ter a capacidade de ver a vida por outros ângulos, tentar se colocar muitas vezes no lugar do outro.

O fato de sermos imperfeitos, nos faz buscar no próximo uma perfeição não existente nesse plano, portanto não adianta procura-la no seu irmão ao lado que não vai encontrar-la! E não existe uma forma melhor de começar a viver melhor nesse plano, digo isso pensando em conquistar paz interior, do que reconhecendo e aceitando suas próprias limitações. E com isso não digo que não devamos aprimora-las, muito pelo contrário, a partir do momento que as reconhecemos é que podemos conserta-las.

Se amar e se respeitar é o primeiro passo para viver melhor. Descobrir e respeitar nossa individualidade é certamente um grande desafio para a imensa maioria de nós habitantes do Plano Terra, mas se queremos dar o melhor que podemos nessa existência, podemos e devemos nos amar, pois só assim construiremos relações saudáveis nos inúmeros campos de nossas vidas, e plantaremos assim na medida do possível de cada um, as sementes que formarão os alicerces de um mundo que não virá de poucos para muitos… Virá de dentro  do melhor de cada um de nós, e se espalhará!

O Tempo e a Razão

By ,   No tags,   0 Comments
O Tempo e a Razão

Acho que todos nós sem exceção, já quisemos voltar no tempo para corrigir algum ato que poderíamos ter feito diferente, da mesma forma em que sempre estamos querendo que nossas vontades e desejos sejam atendidos no tempo determinado pela nossa vontade.

O que ocorre é nos 60, 80, 90 e vá lá 100 anos que passamos aqui encarnados nesses corpos, nesse plano, representam uma minúscula fração no tempo universal, espiritual, ou como qualquer um quiser chamar.

Dentro de nossa breve existência carnal, queremos e desejamos que esse tempo estava sempre ao nosso favor, realizando nossos desejos e daqueles que gostamos, em geral nunca estamos preparados para os revezes que a vida nos traz, e com certeza ela traz para todos nós.

Só que a vida e o universo dentro de sua grande e misteriosa sabedoria, nos coloca aqui nesse plano e nesse momento por quê todos nós sem exceção temos que evoluir, e infelizmente ou felizmente não conseguimos fazê-lo sem passar por momentos de dificuldade. Essa dificuldade vem de forma diferente para cada um de nós, pois nós somos diferentes e viemos de histórias diferentes sendo assim não dá pra pensar que seu problema é maior ou menor do que o do seu irmão ao lado, ele é o SEU e só você pode resolve-lo!

Na montanha russa de nossas vidas, tudo é passageiro inclusive nossa própria existência terrena. Saber aceitar e ter a resignação necessária para encarar nossas mazelas não é fácil quando estamos fragilizados, mas é fundamental para o nosso crescimento tanto do ponto de vista individual como coletivo. Dar tempo ao tempo e ter alguma paciência pode ser de grande valia para superar os obstáculos que a vida coloca em nossas vidas.

Muitas das pessoas que passam por momentos bem difíceis na vida, experienciam tempos depois momentos alegres quase sempre em função do fortalecimento causado por dificulfdades anteriores. Por isso quando estiver numa situação dessas, não desanime, olhe para o lado e certamente você vai ver que não é o único! Estamos todos no mesmo barco buscar ajuda sem ter medo ou vergonha é uma ferramenta fundamental nesse processo.

O tempo acaba trazendo a resposta, nem sempre com a velocidade que desejamos, mas se tivermos paciência e serenidade vamos perceber que ele sempre tem razão.

 

Eu sou assim e pronto

By ,   No tags,   0 Comments
/Users/pedroborges/Desktop/ZOOM0026.MOV

Confesso ter sido, durante toda minha vida, muito influenciado pelo meio em que vivo. Uma grande dificuldade diante de tantos estereótipos sociais que nos são oferecidos para nos vestirmos, escolher algum que realmente caiba em mim… Essa é uma questão que vem caminhando comigo por toda minha jornada terrena, mas que depois de muito tempo, estudos e trabalhos eu já consigo respeitar minha individualidade.

Mas o caminho para o respeito de nossas individualidades, não são fáceis dentro do contexto em que vivemos. Desde pequenos somos ensinados a seguir um caminho que nem sempre nos sentimos confortáveis , são raras as pessoas que dentro do processo escolar e posteriormente universitário conseguem de fato entrar em contato com seus dons mais íntimos.

Apesar de não termos nenhum tipo de “ajuda” externa para descobrir nossas vocações, elas estão lá dentro de nós, esperando ansiosamente para serem descobertas e nos permitirem encontrar um lugar nesse plano em que possamos nos sentir uteis a nós mesmos e ao contexto social que vivemos.

Entretanto chegar nesse dom ou nessa individualidade não é uma tarefa fácil , e passa muito pelo amor a si mesmo. Ter a capacidade de sentir e respeitar nossos sentimentos que temos em relação as coisas que fazemos e também as relações que temos com as pessoas tanto no âmbito afetivo como profissional. E amor próprio não é algo que a escola nos ensine…

O fato é que muitos de nós vivemos uma vida muito abaixo do que realmente podemos ser por tentar seguir padrões que não são nossos e que consequentemente nos violentam ter que segui-los. A resposta para isso está dentro de cada um de nós e certamente não tem um padrão, só podemos descobri-las a partir do momento em que nos descobrirmos.

Nos descobrir é fundamental para que possamos atingir o potencial máximo que temos, sim todo o ser humano tem vocações excepcionais!, O problema é que a maioria de nós não as encontra. A vida da forma como vivemos não ajuda, a maioria das pessoas também não , então cabe a cada um de nós encontrar  esse dom e geralmente a vida coloca sempre umas poucas pessoas que acreditam em nós para nos dar confiança que precisamos para dar o passo na direção de nosso Propósito. Não estou falando que é fácil, mas ser você mesmo é o único caminho a seguir!!

Boa sorte!!

 

Desapego

By ,   No tags,   0 Comments
Desapego

Numa sociedade materialista, ter muitos bens significa ter sucesso, não ter pode trazer muita frustração , mas será que essa medida vale para a nossa saúde e para os nossos sentimentos?

Vivemos por muito tempo sendo empurrados a acreditar que devemos possuir coisas, algumas sequer são necessárias para nossas vidas,  mas possuindo mais seriamos diferenciados dos que menos possuem e poderíamos ser considerados “bem sucedidos” pela sociedade em que vivemos.

Mas se essa tese fosse correta, a pessoa possuidora de riquezas não deveria ficar a mercê de depressão e outras doenças que sempre começam por um estado de insatisfação mental que temos no nosso dia a dia e acaba se transformando em algo mais grave. Mas isso ocorre, e muito em todas as camadas sociais do nosso mundo, por quê será?

Possuir coisas ou pessoas, é uma grande ilusão do mundo material, tudo que temos de material se vai com o tempo, um dia será de outra pessoa ou simplesmente deixará de existir. Em relação a pessoas a situação pode ser pior, pois só costumamos a amar ou ter alguns sentimentos mais profundos por aqueles que chamamos de MEU! Meu Marido, Minha mulher, Meus pais, meus amigos e por ai vai…

Não há nenhum mal em ter bens e uma vida confortável, muito pelo contrário, o que é importante é  a forma com que nos relacionamos com tudo a nossa volta, ter a capacidade de desapegar seja de bens ou de pessoas pode nos deixar mais leve para seguir nosso caminho, o que não significa que não gostemos de nossos bens ou das pessoas ao nosso redor, apenas que temos a capacidade de seguir por si próprio.

No caso do desapego em relação a pessoas, não podemos confundir o desapego com falta de amor, muito pelo contrário, as vezes desapegar de alguém é querer que ela siga o melhor caminho mesmo que esse não seja perto de nós, é ter a consciência de ver que as vezes uma pessoa que gostamos não está bem perto de nós e incentiva-la a ir por outros caminhos mesmo que isso nos cause saudade. Nem sempre é fácil…

Todos nós que vivemos no plano terrestre, passaremos por momentos melhores e piores em nossas vidas. O que nos difere é certamente como os encaramos os momentos mais difíceis. Nossa fé sempre será muito importante nos momentos de dificuldade e o desapego nos ajuda a seguir em frente , pois a única coisa que realmente nos pertence enquanto aqui estivermos, é a nossa vida!

 

 

Porque devemos perdoar?

By ,   No tags,   0 Comments
Porque devemos perdoar?

Quando alguém nos faz algo que não consideramos “adequado” a nossas expectativas , isso pode gerar dentro de nós diversos sentimentos negativos que certamente irão influenciar o funcionamento do nosso corpo.

Quando sentimos quaisquer sentimentos de baixa frequência , como raiva, inveja, mágoa e por ai vai, esse sentimento faz muito mais mal a quem sente do que a própria pessoa que o sentimento é endereçado. Se esse sentimento for carregado por períodos maiores, certamente pode se transformar em doenças e distúrbios que podem abalar seriamente a vida de qualquer um.

Mas como não sentir algo negativo por alguém que me fez o mal ou me quer o mal?

Trabalhar o perdão não é fácil, mas começa pelo não julgamento e até mesmo pela tentativa de entendimento do que se passa por trás de alguém que deseja o mal de outrem. Pessoas que agem assim, normalmente tem um histórico de vida complicado e não tiveram acesso a carinho, amor , apoio e outros sentimentos básicos para nossa boa formação emocional. Isso pode não justificar os atos, mas pode trazer para você um sentimento de compaixão que quando conseguirmos atingir, ele nos traz inúmeras benesses, principalmente no campo da saúde.

Perdoar não é ficar amigo de mãos dadas da pessoa que que fez ou quis mal, perdoar é simplesmente trocar um sentimento que te faz mal, por outro que te fará bem! Para isso muitas vezes precisamos de anos de esforço para nos libertarmos desses maus sentimentos e conseguir enviar luz e bons pensamentos para aquele que antes despertava os piores sentimentos em nós…

Certamente o exercício do perdão é um dos mais difíceis e necessários para a nossa evolução como especie, o perdão cura, e muitas vezes o principal  alvo da nossa própria ira somos nós mesmos, por isso se faz tão necessário que trabalhemos em nós mesmos, pois ao perdoar estamos nos curando e ajudando a curar o próximo!


1 2 3 4 7