Não Julgar

By ,   No tags,   0 Comments
Não Julgar

Nós seres humanos, pela nossa própria constituição física , temos muito mais facilidade em ver o que está fora do nosso corpo, do que perceber o que acontece dentro de nós. Essa facilidade de olhar para fora muitas vezes nos coloca de frente com um dos maiores inimigos do nosso desenvolvimento: O Julgamento!

Todos, que tem contato com sua própria consciência , sabem que todos nós habitantes desse plano terra, somos seres imperfeitos. Mas é muito mais fácil enxergar a imperfeição no próximo do que a nossa, pelo simples fato que é muito mais fácil ver o que está fora do que o que está dentro de nós.

E é ai que reside um grande empecilho em nossas vidas. Ao ver tanta imperfeição em nossos amigos, parentes , colegas, cônjuges , … muitas vezes caímos no erro de não olharmos para nós mesmos, pois é muito mais fácil perceber os erros dos outros e usa-los para nos sentirmos melhores conosco, ignorando nossas próprias falhas…

Normalmente quando um defeito de alguém próximo nos incomoda, é por quê temos algo daquilo dentro de nós e não percebemos. O próprio ato de apontar o dedo para alguém, se você observar, vai perceber que existe um dedo apontado para a pessoa e 3 apontados para nós mesmos e isso não é a toa…

Quando olhamos para o externo de uma pessoa, não temos a menor capacidade de saber o que está passando de fato com ela, só enxergamos os atos,  jamais temos a sabedoria e a complacência de tentar imaginar o que teria levado aquela pessoa a se comportar daquele jeito, seja positiva ou negativamente. Em função disso fica muito claro que não podemos julgar ninguém, não temos esse direito pois a própria lei da ação e reação acaba trazendo para nossas vidas as consequências dos atos que aqui comentemos.

Se quisermos de fato fazer desse plano um lugar melhor para se viver, precisamos perceber que a única mudança que podemos de fato promover, é a nossa! Perceber e externar defeitos alheios em nada vai ajudar a estabelecer uma harmonia no seu entorno, muito pelo contrário. Compreender, tentar se colocar na posição de quem está mal consigo próprio pode ajudar bastante, quem não quer ser ajudado, mandamos nossa oração e nossos melhores pensamentos!

 

O começo somos nós

By ,   No tags,   0 Comments
O começo somos nós

Quando pensamos em viver uma vida melhor, por onde devemos iniciar nossa mudança?

Para essa pergunta podem vir muitas repostas na cabeça de cada um de nós, inclusive nenhuma resposta… Pois é, somos tão diversos que a resposta de cada um de nós é diferente, nesse colégio da vida, não podemos colar do nosso colega ao lado. Podemos perguntar a solução de nossas questões a qualquer um ao nosso redor, mas a resposta sempre vai estar dentro de nós mesmos…

Se relacionar com o próximo, no nosso mundo definitivamente não é algo fácil, seja no âmbito afetivo, profissional, conjugal, e por ai vai. Sempre temos expectativas em nossas relações, não percebemos, mas muitas vezes enxergamos os outros como alguém que vai preencher nossas expectativas e consequentemente nossos vazios. Não percebemos que para ter alguma relação de forma plena em qualquer campo da nossa vida, precisamos sair da nossa própria perspectiva e ter a capacidade de ver a vida por outros ângulos, tentar se colocar muitas vezes no lugar do outro.

O fato de sermos imperfeitos, nos faz buscar no próximo uma perfeição não existente nesse plano, portanto não adianta procura-la no seu irmão ao lado que não vai encontrar-la! E não existe uma forma melhor de começar a viver melhor nesse plano, digo isso pensando em conquistar paz interior, do que reconhecendo e aceitando suas próprias limitações. E com isso não digo que não devamos aprimora-las, muito pelo contrário, a partir do momento que as reconhecemos é que podemos conserta-las.

Se amar e se respeitar é o primeiro passo para viver melhor. Descobrir e respeitar nossa individualidade é certamente um grande desafio para a imensa maioria de nós habitantes do Plano Terra, mas se queremos dar o melhor que podemos nessa existência, podemos e devemos nos amar, pois só assim construiremos relações saudáveis nos inúmeros campos de nossas vidas, e plantaremos assim na medida do possível de cada um, as sementes que formarão os alicerces de um mundo que não virá de poucos para muitos… Virá de dentro  do melhor de cada um de nós, e se espalhará!

O Tempo e a Razão

By ,   No tags,   0 Comments
O Tempo e a Razão

Acho que todos nós sem exceção, já quisemos voltar no tempo para corrigir algum ato que poderíamos ter feito diferente, da mesma forma em que sempre estamos querendo que nossas vontades e desejos sejam atendidos no tempo determinado pela nossa vontade.

O que ocorre é nos 60, 80, 90 e vá lá 100 anos que passamos aqui encarnados nesses corpos, nesse plano, representam uma minúscula fração no tempo universal, espiritual, ou como qualquer um quiser chamar.

Dentro de nossa breve existência carnal, queremos e desejamos que esse tempo estava sempre ao nosso favor, realizando nossos desejos e daqueles que gostamos, em geral nunca estamos preparados para os revezes que a vida nos traz, e com certeza ela traz para todos nós.

Só que a vida e o universo dentro de sua grande e misteriosa sabedoria, nos coloca aqui nesse plano e nesse momento por quê todos nós sem exceção temos que evoluir, e infelizmente ou felizmente não conseguimos fazê-lo sem passar por momentos de dificuldade. Essa dificuldade vem de forma diferente para cada um de nós, pois nós somos diferentes e viemos de histórias diferentes sendo assim não dá pra pensar que seu problema é maior ou menor do que o do seu irmão ao lado, ele é o SEU e só você pode resolve-lo!

Na montanha russa de nossas vidas, tudo é passageiro inclusive nossa própria existência terrena. Saber aceitar e ter a resignação necessária para encarar nossas mazelas não é fácil quando estamos fragilizados, mas é fundamental para o nosso crescimento tanto do ponto de vista individual como coletivo. Dar tempo ao tempo e ter alguma paciência pode ser de grande valia para superar os obstáculos que a vida coloca em nossas vidas.

Muitas das pessoas que passam por momentos bem difíceis na vida, experienciam tempos depois momentos alegres quase sempre em função do fortalecimento causado por dificulfdades anteriores. Por isso quando estiver numa situação dessas, não desanime, olhe para o lado e certamente você vai ver que não é o único! Estamos todos no mesmo barco buscar ajuda sem ter medo ou vergonha é uma ferramenta fundamental nesse processo.

O tempo acaba trazendo a resposta, nem sempre com a velocidade que desejamos, mas se tivermos paciência e serenidade vamos perceber que ele sempre tem razão.

 

Eu sou assim e pronto

By ,   No tags,   0 Comments
/Users/pedroborges/Desktop/ZOOM0026.MOV

Confesso ter sido, durante toda minha vida, muito influenciado pelo meio em que vivo. Uma grande dificuldade diante de tantos estereótipos sociais que nos são oferecidos para nos vestirmos, escolher algum que realmente caiba em mim… Essa é uma questão que vem caminhando comigo por toda minha jornada terrena, mas que depois de muito tempo, estudos e trabalhos eu já consigo respeitar minha individualidade.

Mas o caminho para o respeito de nossas individualidades, não são fáceis dentro do contexto em que vivemos. Desde pequenos somos ensinados a seguir um caminho que nem sempre nos sentimos confortáveis , são raras as pessoas que dentro do processo escolar e posteriormente universitário conseguem de fato entrar em contato com seus dons mais íntimos.

Apesar de não termos nenhum tipo de “ajuda” externa para descobrir nossas vocações, elas estão lá dentro de nós, esperando ansiosamente para serem descobertas e nos permitirem encontrar um lugar nesse plano em que possamos nos sentir uteis a nós mesmos e ao contexto social que vivemos.

Entretanto chegar nesse dom ou nessa individualidade não é uma tarefa fácil , e passa muito pelo amor a si mesmo. Ter a capacidade de sentir e respeitar nossos sentimentos que temos em relação as coisas que fazemos e também as relações que temos com as pessoas tanto no âmbito afetivo como profissional. E amor próprio não é algo que a escola nos ensine…

O fato é que muitos de nós vivemos uma vida muito abaixo do que realmente podemos ser por tentar seguir padrões que não são nossos e que consequentemente nos violentam ter que segui-los. A resposta para isso está dentro de cada um de nós e certamente não tem um padrão, só podemos descobri-las a partir do momento em que nos descobrirmos.

Nos descobrir é fundamental para que possamos atingir o potencial máximo que temos, sim todo o ser humano tem vocações excepcionais!, O problema é que a maioria de nós não as encontra. A vida da forma como vivemos não ajuda, a maioria das pessoas também não , então cabe a cada um de nós encontrar  esse dom e geralmente a vida coloca sempre umas poucas pessoas que acreditam em nós para nos dar confiança que precisamos para dar o passo na direção de nosso Propósito. Não estou falando que é fácil, mas ser você mesmo é o único caminho a seguir!!

Boa sorte!!

 

Desapego

By ,   No tags,   0 Comments
Desapego

Numa sociedade materialista, ter muitos bens significa ter sucesso, não ter pode trazer muita frustração , mas será que essa medida vale para a nossa saúde e para os nossos sentimentos?

Vivemos por muito tempo sendo empurrados a acreditar que devemos possuir coisas, algumas sequer são necessárias para nossas vidas,  mas possuindo mais seriamos diferenciados dos que menos possuem e poderíamos ser considerados “bem sucedidos” pela sociedade em que vivemos.

Mas se essa tese fosse correta, a pessoa possuidora de riquezas não deveria ficar a mercê de depressão e outras doenças que sempre começam por um estado de insatisfação mental que temos no nosso dia a dia e acaba se transformando em algo mais grave. Mas isso ocorre, e muito em todas as camadas sociais do nosso mundo, por quê será?

Possuir coisas ou pessoas, é uma grande ilusão do mundo material, tudo que temos de material se vai com o tempo, um dia será de outra pessoa ou simplesmente deixará de existir. Em relação a pessoas a situação pode ser pior, pois só costumamos a amar ou ter alguns sentimentos mais profundos por aqueles que chamamos de MEU! Meu Marido, Minha mulher, Meus pais, meus amigos e por ai vai…

Não há nenhum mal em ter bens e uma vida confortável, muito pelo contrário, o que é importante é  a forma com que nos relacionamos com tudo a nossa volta, ter a capacidade de desapegar seja de bens ou de pessoas pode nos deixar mais leve para seguir nosso caminho, o que não significa que não gostemos de nossos bens ou das pessoas ao nosso redor, apenas que temos a capacidade de seguir por si próprio.

No caso do desapego em relação a pessoas, não podemos confundir o desapego com falta de amor, muito pelo contrário, as vezes desapegar de alguém é querer que ela siga o melhor caminho mesmo que esse não seja perto de nós, é ter a consciência de ver que as vezes uma pessoa que gostamos não está bem perto de nós e incentiva-la a ir por outros caminhos mesmo que isso nos cause saudade. Nem sempre é fácil…

Todos nós que vivemos no plano terrestre, passaremos por momentos melhores e piores em nossas vidas. O que nos difere é certamente como os encaramos os momentos mais difíceis. Nossa fé sempre será muito importante nos momentos de dificuldade e o desapego nos ajuda a seguir em frente , pois a única coisa que realmente nos pertence enquanto aqui estivermos, é a nossa vida!

 

 

Porque devemos perdoar?

By ,   No tags,   0 Comments
Porque devemos perdoar?

Quando alguém nos faz algo que não consideramos “adequado” a nossas expectativas , isso pode gerar dentro de nós diversos sentimentos negativos que certamente irão influenciar o funcionamento do nosso corpo.

Quando sentimos quaisquer sentimentos de baixa frequência , como raiva, inveja, mágoa e por ai vai, esse sentimento faz muito mais mal a quem sente do que a própria pessoa que o sentimento é endereçado. Se esse sentimento for carregado por períodos maiores, certamente pode se transformar em doenças e distúrbios que podem abalar seriamente a vida de qualquer um.

Mas como não sentir algo negativo por alguém que me fez o mal ou me quer o mal?

Trabalhar o perdão não é fácil, mas começa pelo não julgamento e até mesmo pela tentativa de entendimento do que se passa por trás de alguém que deseja o mal de outrem. Pessoas que agem assim, normalmente tem um histórico de vida complicado e não tiveram acesso a carinho, amor , apoio e outros sentimentos básicos para nossa boa formação emocional. Isso pode não justificar os atos, mas pode trazer para você um sentimento de compaixão que quando conseguirmos atingir, ele nos traz inúmeras benesses, principalmente no campo da saúde.

Perdoar não é ficar amigo de mãos dadas da pessoa que que fez ou quis mal, perdoar é simplesmente trocar um sentimento que te faz mal, por outro que te fará bem! Para isso muitas vezes precisamos de anos de esforço para nos libertarmos desses maus sentimentos e conseguir enviar luz e bons pensamentos para aquele que antes despertava os piores sentimentos em nós…

Certamente o exercício do perdão é um dos mais difíceis e necessários para a nossa evolução como especie, o perdão cura, e muitas vezes o principal  alvo da nossa própria ira somos nós mesmos, por isso se faz tão necessário que trabalhemos em nós mesmos, pois ao perdoar estamos nos curando e ajudando a curar o próximo!

O Ego nos ajuda ou atrapalha?

Por quê o Ego é tão criticado? Seria ele o único culpado por todos os deslizes que cometemos relacionados a nossa vaidade e ao nosso desejo de se sentir melhor que as pessoas que estão ao nosso redor?

Nossa vaidade costuma ser uma grande adversária da nossa paz. Normalmente quando tomamos decisões movidos por esse sentimento, podem nos levar a situações perturbadoras não só para nós mesmos, mas também para as pessoas que estão inseridas no contexto em que nossa decisão as afetará… Querer estar sempre certo é uma grande ilusão, não existe alguém com essa capacidade, e os que mais se aproximam da sabedoria são aqueles que escutam e observam e ponderam todas as consequências antes de tomar suas decisões. Estar atento ao que se passa ao redor, refletir, respirar fundo nas situações em que temos vontade de explodir, enfim, buscar a serenidade nos momentos em que temos que tomar qualquer tipo de decisão é possível, mas exige esforço…

Em contra partida, se estamos muito inseguros, não nos dando o devido valor e conseqüentemente não sendo valorizados, o nosso Ego pode ser um instrumento de mudança dentro desse quadro. Se conseguirmos utiliza-lo a nosso favor poderemos encontrar a garra e a energia necessária para uma virada em nossa frequência energética e também na nossa vida prática, pois ele tende a te jogar para cima e te dar força para que possamos mostrar quem realmente somos.

A linha de utilização do Ego para o bem ou para o mal é tênue, um pouco mais para um lado ele pode nos atrapalhar , para o outro ajudar. Cabe a nós estarmos atentos a maneira como utilizamos. Se usarmos ele, pode nos ser muito útil , se formos utilizados por ele, pode nos derrubar.

 

 

Plantio e colheita

By ,   No tags,   0 Comments
Plantio e colheita

Quando aqui aterrissamos , para viver nossas vidas nesse plano, todos nós recebemos nosso livre arbítrio, o que significa que nós podemos e devemos fazer nossas próprias encolhas sobre tudo em nossa vida.

Essas escolhas são sempre determinantes para o andamento de nossas vidas, muitas vezes agimos movidos por impulsos passageiros e tomamos decisões que não se revelam as melhores para a nossa vida e também para o nosso entorno.

Como assegurar que podemos tomar as melhores decisões para nossas vidas?

Aqui nesse plano, nossas decisões e atos para conosco e também para aqueles ao nosso redor são como sementes que plantamos e que consequentemente acabamos colhendo… é sempre importante quando nos deparamos com uma das muitas bifurcações que a vida coloca em nossa frente que antes de tomar quaisquer decisões, que possamos identificar quais os sentimentos que estão nos movendo. Tomar uma decisão movido por qualquer sentimento negativo pode e vai resultar em consequências igualmente negativas para a nossa vida e tb muitas vezes para o nosso entorno.

Decisões importante nos exigem serenidade e muita calma para que possamos observar as consequências que elas podem trazer para nossas vidas e também para a vida de quem está no nosso entorno.

Nossa vida nesse plano se assemelha metaforicamente a vida de um trabalhador do campo, colhemos aquilo que plantamos! Portanto temos que ter muita atenção não só naquilo que estamos plantando mas também na forma como vamos cultivar essas sementinhas dali em diante…

Em busca de um propósito

No mundo competitivo, somos constantemente julgados e avaliados. Desde pequenos ainda no colégio , temos provas competições, entre outras coisas que tentam nos avaliar o tempo inteiro e determinar se somos bons ou não…

Mas será que essa forma de avaliação nos atrapalha ou nos ajuda?

Por sermos muito diferentes, essas constantes avaliações que somos submetidos , seja na aula, no trabalho, entre amigos, família, e por ai vai podem ser bem prejudiciais ao nosso desenvolvimento interno, muitas vezes dificultando nossa capacidade de enxergar a melhor direção que devemos tomar em nossas vidas.

Nossas Frequências

By ,   No tags,   0 Comments
Nossas Frequências

É fato que estamos cercados por muitos tipos de vibrações diferentes em nosso cotidiano. A forma como nos relacionamos e consequentemente absorvemos essas diferentes vibrações pode ser determinante na nossa frequência emocional que também estará diretamente ligada a nossa saúde.

Ter a capacidade de passar por ambientes de stress, tristeza, alta competitividade , etc , sem se deixar afetar pelos efeitos negativos que esses ambientes podem trazer para nossas vidas é um desafio e tanto para nós que somos tão vulneráveis quanto a manutenção da nossa paz e serenidade. É muito mais fácil estarmos bem e num piscar de olhos recebermos uma notícia ruim,  um xingamento no transito, encontrarmos com alguém que está muito triste, uma situação de trabalho ruim, … e mudarmos completamente nossa frequência para baixo do que o contrario. Descer a frequência é muito mais fácil que subir, precisamos estar atentos a isso!

Mas nos dias de hoje esta cada vez mais acessível a possibilidade de elevarmos nossas frequências vibratórias , as meditações, yoga, passes espirituais, Johei, Deeksha, orações, Hoʻoponopono, são alguns exemplos de técnicas simples que elevam comprovadamente nossas frequências e são acessíveis a todos.

Mas como falamos anteriormente subir nossas frequências requer disciplina , trabalho e muita atenção para não deixa-la baixar no primeiro embate com as frequências mais baixas que nos testarão a todo momento.

Nosso planeta passa por uma grande transformação, essas energias estão nesse momento se conflitando e quanto mais pessoas puderem vibrar na elevação melhor será o entorno em volta.

A transformação não se dará por um milagreiro, ela virá do despertar de uma consciência coletiva que está despertando e que não aparece nos noticiários de jornais, revistas e televisões. Ela caminha de forma lenta silenciosa e sólida dentro da consciência de milhões de pessoas que acordam para a necessidade de viver em um mundo onde os relacionamentos tem ser mais importantes que os bens de consumo e a alegria não vem de possuir e sim de poder dividir nossos melhores sentimentos com aqueles que estão ao nosso lado necessitando elevar suas frequências e consciências. Esse efeito dominó é uma necessidade não só humana, mas também de nosso planeta que é parte de um organismo vivo gigante aos nossos olhos e que precisa de tempos em tempos(milhões de anos) mudar a vibração para acompanhar a evolução universal.

Que possamos estar conectados com essa mudança!


1 2 3 4 7